Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Sábado, 06 de janeiro de 2018

De conchinha, de costas ou outra? Posição em que casal dorme diz muito sobre relação

Compartilhar:  

© Pressmaster/Shutterstock

Se um casal está passando por problemas no relacionamento, isso será percebido no modo como as partes se relacionam durante o sono. A teoria surgiu de uma pesquisa publicada no Festival Internacional de Ciência de Edimburgo, na Escócia.

De acordo com o estudo, a distância mantida pelo casal na hora de dormir reflete diretamente quão próximos e felizes eles estão na relação. Desse modo, casais que dormem a uma distância maior de 70 cm entre si e não se encostam durante o sono são os menos felizes.

As conclusões geraram controvérsia, pois algumas das posições podem ter sido afetadas por episódios isolados. Entretanto, uma coisa é certa: as posições que assumimos durante o sono revelam nossa personalidade e muitas características do casal. Modo de dormir revela personalidade do casal Conchinha

Possivelmente, é um dos modos mais conhecidos de se dormir junto de outra pessoa, mas não são todos que conseguem relaxar nessa posição. Isso acontece porque é uma posição que revela um grande desejo sexual entre as partes e também confiança, já que um se coloca de costas para o outro, uma posição que mostra vulnerabilidade.

Mas, de acordo com um grupo de pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, dormir de conchinha traz, além de benefícios emocionais, físicos também. Segundo os cientistas, essa posição diminui o nível de cortisol no sangue durante o sono, uma vez que o hormônio é liberado para nos manter em alerta, caso algum perigo se aproxime. De costas, mas se tocando

Essa posição releva uma casal mais amadurecido emocionalmente, que não sente necessidade de estar o tempo todo grudado, mas que compartilha de uma grande intimidade e confiança. De costas, mas sem se tocar

Duas leituras são possíveis observando uma casal que dorme de costas um para o outro e sem contato físico. A primeira é de que o relacionamento não vai muito bem. O par se desentendeu e levou o aborrecimento para a cama, e o que deveria ser apenas um contratempo passageiro se tornou uma barreira física entre eles. É preciso avaliar direitinho a situação e não deixar que isso se torne um costume porque pouco a pouco desgasta a relação e afasta os parceiros.

A segunda hipótese não está relacionada a brigas, pelo contrário. Revela um relacionamento em que as duas partes interagem, sim, mas sabem respeitar as suas liberdades individuais. Cara a cara

Essa posição revela um nível de cumplicidade muito grande entre as partes. Esse casal não é parceiro apenas no sexo, mas também na vida. Dividem experiências e segredos ao mesmo tempo em que os dois se preocupam com a segurança do outro. Por isso, dormem cara a cara, um misto de vigília e companheirismo. Cara a cara com as pernas entrelaçadas

Esse casal não suporta ficar separado. Parceiros que se entrelaçam até mesmo na hora de dormir revelam uma dependência emocional muito grande. Às vezes, o episódio acontece devido um longo período separados, o que pode ter proporcionado saudade e carência. Cabeça e braço sobre o peito do outro

 

Nesta posição, a pessoa que abraça se coloca como "protetora" da outra. É um modo de se relacionar com o parceiro durante o sono bastante comum em casais novos ou em pessoas que estão em busca de reavivar a relação. Também é uma boa escolha para o relaxamento pós-sexo.

msn