Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Sexta-feira, 02 de fevereiro de 2018

4 coisas de filmes pornôs que iludem a vida sexual real

Compartilhar:  

(iStock/Think Stock/Getty Images)

Expectativas e realidade com a nossa colunista Cátia Damasceno, do canal Mulheres Bem Resolvidas

Assistir filme pornô pode ser uma alternativa para esquentar a relação na vida de muitos casais. Mas existe um fato no qual precisamos ficar atentas: o que acontece nas produções não pode servir de parâmetro para a vida real. Lembrem sempre que filme pornô é como outro filme qualquer, com edição, corte, cenas refeitas e efeitos especiais. São tantos erros que poderia listar, mas vou focar em quatro que acreditam que trazem danos a vida sexual.

  Disposição

Nem os homens e nem as mulheres têm aquele pique para fazer o sexo durar tanto. De acordo com estudos, uma transa no Brasil dura de 10 a 12 minutos. Achou pouco? Esse é um dos maiores tempos do mundo. Não tem esse negócio de ficar meia hora na penetração com lubrificação. Nem todo corpo funciona assim.

  Cuspir

Sabe a cena em que o homem cospe no ânus da mulher para aumentar a lubrificação? Para a grande maioria das mulheres tão ato não é excitante, e sim, humilhante. Existem diversos produtos específicos para isso. Então nada de partir para essa opção, a não ser que vocês queiram. Squirting

As mulheres não esguicham quando chegam ao climax como vemos muitas vezes nos pornôs. Se tem o hábito de assistir a esses vídeos, pode até perceber como as atrizes com essa habilidade costumam se repetir, pois é algo que poucas mulheres conseguem executar. Além disso, muitas vezes é truque.

  Esperma

Em 99% dos filmes tem sempre uma cena em que o homem ejacula no rosto da atriz e ela faz cara de que aquilo tem o melhor gosto do mundo. Definitivamente não. Na vida real, o esperma não é saboroso como mostra no filme e se você não gosta, não precisa se sujeitar a engolir nada.

 

MdeMulher