Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Como fazer a barba crescer: 7 soluções conhecidas para cultivar os pelos

Compartilhar:  

© Fornecido por MHM

É do desejo de muitos homens ter uma vasta barba, seja para ostentar um bigode marcante, cavanhaque ou mesmo o estilo cheia.

 

 

E, por mais que tenhamos dado já várias dicas de como você pode deixar seus pelos crescerem do zero, o processo até chegar aonde você quer é trabalhoso e exige muita dedicação.

 

 

Por isso mesmo, resolvemos nos aprofundar sobre o tema, e com ajuda dos nossos parceiros da Maximus Men’s, uma empresa de produtos masculino, levantando as possíveis soluções para que você consiga fazer a barba crescer.

 

  Fator genético é fundamental

Infelizmente, existe um fato real que você precisa ter em mente. Por mais recursos e métodos existentes, dos naturais até por meio de tratamento médico, o fator genética é o divisor de águas. Se a sua genética não possibilita o crescimento dos pelos, pode dar adeus ao seu sonho de barba espartana.

 

 

Isso porque a falta de barba também é uma característica hereditária, que pode vir tanto do pai quanto da mãe.

 

 

Em entrevista para a revista Vip, Juliana Annunciato, dermatologista e tricologista (especialista em cabelo) da Sociedade Brasileira de Dermatologia, afirma que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, a barba inexistente ou rala não está relacionada à calvície, pois os genes que determinam a falta de pelos nos dois casos são diferentes.

 

  1. Suplementos para barba

Certos compostos atuam no crescimento da barba de maneira diferente. Eles ajudam a nutrir os fios, dando força e facilitando seu desenvolvimento.

 

 

O ácido fólico, por exemplo, ajuda no crescimento e reparo dos pelos. A falta de biotina no organismo (uma vitamina B) acelera a perda capilar. Enquanto a vitamina E aumenta o fluxo sanguíneo e hidrata a pele, a vitamina A estimula a produção de sebo e mantém os folículos capilares hidratados.

 

 

Estes são alguns compostos naturais que estão na fórmula do suplemento vitamínico e mineral Maximus Beard. O produto promete atuar no desenvolvimento da barba fortalecendo a nutrição dos fios de dentro para fora, promovendo o nascimento e desenvolvimento de novos fios, proporcionando volume e reduzindo a queda.

 

  2. Raspar a barba faz os pelos crescerem?

Uma das maiores mentiras contadas é que, se você raspar a barba todo dia, ela vai crescer mais grossa ou escura. Uma pesquisa feita por Melanie Grossman, médica dermatologista de Nova York, analisou vários homens durante meses.

Alguns tinham por hábito raspar a barba sempre, outros não. Depois de um tempo, os os fios foram medidos e não houve evidências de que se barbear pode aumentar a taxa de crescimento de barbas.

 

 

O que acontece é chamado de viés de confirmação. Muitos rapazes na adolescência ficam ansiosos pela barba e começam a fazer ela com mais frequência. Aqueles pelos já iriam crescer e aparecer, porém, como ele está repetindo com muita frequência, acredita que o responsável seja o ato de raspar a barba diariamente.

 

 

Os pelos do organismo crescem de acordo com a genética e idade. Este crescimento é regulado pelos hormônios do corpo masculino e não pelo ato de raspar a barba todo dia.

 

 

Ao raspar a barba, você não está arrancando o bulbo do pelo – que determina o diâmetro do pelo, mas sim cortando ele rente à pele. Ou seja, vai parecer que ele está mais grosso à primeira vista, mas depois de um tempo, ele cresce com a espessura normal.

 

  3. Faça acompanhamento médico

Mas se a falha está presente apenas em algumas áreas, pode ser que você tenha um problema chamado alopecia aresta, que é a queda repentina ou não crescimento de cabelos em determinado lugar.

 

 

As falhas também podem ser causadas por fungos. Por isso, uma indicação primordial que damos é de ter um acompanhamento de um dermatologista para tomar as melhores decisões.

 

  4. Testosterona

Testosterona, o hormônio sexual masculino, influência a quantidade de pelos, assim como a região onde eles aparecem. Existem tratamentos médicos que usam a testosterona para estimular o crescimento dos pelos, já que níveis baixos do hormônio acarretam problemas de barba falha ou fraca.

 

 

Por outro lado, o excesso de hormônio também pode prejudicar o crescimento dos pelos. Caso você opte pelo tratamento, os resultados costumam demorar cerca de 1 ano para aparecer.

 

 

O médico e especialista em sexualidade Jairo Bouer alerta para o procedimento, que não é simples e pode ter efeitos colaterais, como sobrecarregar os rins, aumentar problemas de saúde e causar alguns riscos de câncer.

 

 

Por isso, a indicação é procurar um endocrinologista para avaliar o seu caso e ter maiores informações de benefícios e malefícios do uso no seu organismo.

 

 

O dermatologista Juliana Annunciato salienta que as técnicas de reposição do hormônio não fará crescer barba em um indivíduo geneticamente condicionado a não ter pelos no rosto.

 

 

Até existem tratamentos que podem engrossar os fios, mas ainda assim estes não são 100% satisfatórias para todos os casos.

 

  5. Minoxidil

O Minoxidil é um ingrediente ativo em tônicos capilares mais conhecidos do mundo. Sua função é fortalecer os folículos capilares, retardando ou recuperando os fios e pelos da região.

 

 

Apesar de seu uso originalmente ser indicado para os cabelos, as pessoas acabaram usando em outras regiões também, como a barba, porém, sem resultados conclusivos.

 

 

Vale lembrar que o Minoxidil pode trazer resultados se utilizado no início da queda de cabelo. Em níveis de queda avançados, dificilmente trará resultados. Por isso, tudo dependerá da causa da queda de pelos e cabelos.

 

  6. Finasterida

Não apenas atuando na barba, mas em cabelos e pelos corporais em geral, a finasterida age no couro cabeludo bloqueando a ação da enzima 5-alfa-redutase, responsável por transformar a testosterona em dihidrotestosterona – hormônio relacionado ao afinamento dos fios.

 

 

Os estudos que acompanharam seu lançamento e seus primeiros anos de vida alegavam que a droga causaria redução de libido e problemas de ereção. Esses efeitos adversos, entretanto, desapareceriam com a interrupção do tratamento.

 

 

Porém, o FDA (agência sanitária americana) acendeu o sinal de alerta contra a medicação em 2012, obrigando a bula a constar que os efeitos adversos podem, em alguns casos, ser permanentes – mesmo após a suspensão do tratamento.

 

  7. Coisas simples do dia-a-dia para ajudar a barba crescer

Com pequenas e simples mudanças no seu cotidiano, você pode ter resultados satisfatórios no crescimento da sua barba, assim como o cabelo.

 

 

1. Cuide da pele: manter a pele limpa, lavar com frequência e esfoliar o rosto ajuda a desbloquear os folículos capilares, retirar as sujeiras que impedem o crescimento e desenvolvimento de pelos.

 

 

2. Cuide da alimentação: uma alimentação equilibrada proporciona os nutrientes e vitaminas suficientes para o crescimento dos pelos faciais.

 

 

3. Faça atividade física: a inclusão de exercícios na sua rotina melhora a circulação e promove o crescimento capilar.

 

  MSN