Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Sexta-feira, 27 de abril de 2018

Alongar cílios: mitos e verdades

Compartilhar:  

Sabe aquele olhar marcante, com cílios perfeitos e tão lindos que parecem de boneca? Fato é que nem sempre é tão simples assim conseguir um olhar natural usando somente o rímel. A boa notícia é que já existe uma técnica moderna e que permite esse efeito, é o alongamento de cílios. Mas nada de sair por aí fazendo essa aplicação sem nenhuma orientação sobre o assunto. Por isso, o portal Tempo de Mulher conversou com alguns especialistas. Eles compartilham a seguir várias dicas para você fazer o procedimento da melhor forma e arrasar na produção.

  Alongamento x cílios postiços

Antes de tudo pare e se pergunte: você sabe a diferença entre alongamento e cílios postiços? ‘No alongamento, os cílios são colocados um a um, com uma cola. No entanto, esse produto não deve entrar em contato com os olhos e nem com a margem das pálpebras porque pode causar sérias irritações e alergias”, afirma Tatiana Nahas, oftalmologista, especialista em cirurgia de pálpebras e chefe do Serviço de Plástica Ocular da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

 

Além disso, a médica explica que este mesmo cuidado deve ser levado em consideração também ao usar os postiços, estes que não devem ficar nos olhos por mais de 24 horas. ‘Quando a pessoa colocar os cílios postiços deve retirá-los e higienizar muito bem as pálpebras para evitar qualquer contaminação. Essa é uma região muito sensível e sujeita a inflamações’, orienta Tatiana.

  Tamanho dos cílios é importante

Outro detalhe que deve ser considerado na hora do alongamento ou de aplicar cílios postiços é o tamanho desses apliques. Segundo o oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo, um estudo do Georgia Institute of Technology, nos Estados Unidos, constatou que essa relação do comprimento dos cílios com a altura dos olhos, entre uma pálpebra e outra, está presente em 22 espécies de mamíferos, além do homem.

‘A natureza é sábia. Esse comprimento permite ao olho receber ar e umidade na medida certa, sendo protegido pelos cílios do excesso de poluição, poeira, sol, além de outras partículas que poderiam agredir o cristalino [uma espécie de lente natural do globo ocular]. Já o uso excessivo de cílios mais longos e mais fartos pode comprometer a visão, impedindo a necessária circulação de ar e promovendo o ressecamento e a irritação dos olhos’, afirma ele.

 

É o que explica a especialista na técnica de alongamento de cílios, Lívia Siqueira, do In Beauty, de Campinas. ‘Diferente das demais técnicas, o alongamento fio a fio traz um método que consiste na aplicação de um fio sintético ou de seda sobre cada cílio natural. Os fios são aplicados com tamanho, curvatura e espessura diferentes, dependendo da necessidade de cada cliente’, ressalta.

Se você quer ter cílios de boneca sem afetar a saúde dos olhos, tenha em mente que é preciso ter muito cuidado na escolha do profissional.

Fonte: MSN