Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Dia 18 de dezembro – Dia do Mergulhador

Compartilhar:  

Foto/ Google

Você sabia que dia 18 de dezembro é Dia do Mergulhador? Então, para comemorar este dia tão especial para nós mergulhadores a Let`s Dive trouxe para você um pouquinho da história do mergulho autônomo.

Primórdios do mergulho

O primeiro equipamento de mergulho autônomo foi criado em 1943 por Jacques Cousteau, o pai do mergulho autônomo, com a ajuda do engenheiro Emile Gagnham. A idéia de conjugar um cilindro de ar com uma válvula respiradora deu origem ao mergulho autônomo e permitiu que um ser humano permanecesse debaixo d’agua por um período considerável de tempo sem precisar de auxílio externo.

Até então o mergulho era realizado apenas com o auxílio de compressores de superfície que enviavam ar comprimido para os mergulhadores através de extensas mangueiras. As roupas, como mostram a foto acima, eram muito pesadas e difíceis de vestir, sem contar com o custo elevado dos equipamentos. Os riscos eram assustadores, como o baurotrauma total, se acontecesse um vazamento de ar, a morte era instantânea, e o corpo inteiro ás vezes tinha de ser retirado de dentro do capacete.

Início do Mergulho AutônomoO Aqualung, nome original do equipamento scuba criado por Cousteau e por Gangnham, consiste num dispositivo sensível à pressão exterior que libera ar do cilindro na mesma pressão do ambiente, injetando ar nos pulmões. Inicialmente esse equipamento foi bastante usado na caça submarina, mas a partir de 1960 difundiu-se para a pesquisa, fotografia e filmagens subaquáticas.

Os primeiros equipamentos scuba chegaram ao Brasil na década de 40 e como no mundo inteiro também foram utilizados inicialmente para caça submarina. Logo após a chegada deste equipamento em nosso país foi fundada a Associação Brasileira de Caça Submarina. Como aconteceu no exterior, a prática da pesca sub separou-se do mergulho autônomo, principalmente porque os caçadores chegaram a conclusão que era anti-esportivo pescar de outra forma que não em apnéia. Essa visão se reforçou a partir do final dos anos 70, quando chegaram os primeiros instrutores das organizações americanas de instrução para mergulho autônomo.

A partir dos anos 80 o desenvolvimento tecnológico permitiu um novo panorama do mergulho nos Estados Unidos. Diversas indústrias ofereciam novidades em equipamentos mais seguros e mais baratos, o que resultou num mergulho mais popular naquele país. Foi aí também que as mulherescomeçaram a apreciar o fundo do mar, que até então era privilégio exclusivo dos homens.

Os pioneiros na indústria nacional foram a Atlântida, a Memrod do Brasil e a Orca. Mas a empresa que realmente profissionalizou o mercado foi a Cobra Sub, surgida em 1965 com Américo Santarelli, apneista recordista mundial da década de 60.

Outro fator importante para o crescimento do interesse pelo mergulho pelo mundo foi a onda ecológica, que contribuiu para que o turismo ecológico pudesse se apropriar do fundo do mar. Atualmente existem milhares de aficionados pelo mergulho recreativo pelo mundo. Em 2005 só a PADI (Professional Association of Diving Instrutors), uma das principais certificadoras de mergulho, tinha mais de 14 milhões de mergulhadores credenciados pelo mundo.

Se você ainda não vivenciou esta incrível experiência de mergulhar ligue agora para Let`s Dive e torne-se mais um amante do mar.

Fonte: /sanviimoveis.wordpress.com