Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Sábado, 23 de dezembro de 2017

23 de Dezembro - Dia do Vizinho

Compartilhar:  

O Dia do Vizinho é, sem dúvida, legítimoe deve ser comemorado. Mas há divergências pontuais sobre o dia em que se deve comemorar. Para alguns estados brasileiros o dia do vizinho é comemorado na data de 23 de Dezembro, na antevéspera do Natal. Para outros, no entanto, é em 20 de Agosto, em homenagem ao dia de nascimento da poetisa Cora Coralina.

Cora Coralina nasceu em Goiás e tinha na sua vizinhança o tema principal de suas obras. Por esse motivo a data de seu nascimento também é uma possibilidade para que se comemore o dia do vizinho. Qual a origem dessa celebração?

Como dito anteriormente, a data é usada para celebrar a fraternidade entre a vizinhança. O ápice desse sentimento veio à tona com a escritora e poetisa Cora Coralina, que acabou estimulando o interesse na proclamação de uma data para que essa união entre vizinhos fosse celebrada e comemorada.

A proposta é lembrar daquele que está ao seu lado, com quem você pode conversar a qualquer hora (dependendo da relação que tiverem, claro), a quem você pode pedir uma xícara de açúcar ou uma escada emprestada, mas que reclamará do barulho da sua festa se ela exceder o tempo permitido por lei! O que é comemorado nesse dia?

Nesse dia se homenageia acima de tudo a relação de ódio e amor na qual normalmente vivem aqueles que dividem não a mesma casa, mas um espaço comum de convivência durante semanas, meses, anos e até mesmo décadas. Vizinhos são aqueles que conhecemos também como companheiros de porta, que compartilham com a gente o mesmo condomínio, o mesmo prédio e até a mesma rua.

É bem verdade que com o passar dos séculos o sentimento de fraternidade entre a vizinhança acabou se perdendo aos poucos. Os motivos para isso são vários. Primeiramente a maioria de nós vive em grandes cidades, de maneira geral inseguras e cheias de perigo, o que gera grande desconfiança até mesmo daqueles que moram ao lado. Além disso, a nossa sociedade é constituída por pessoas cada vez mais individualistas, cada vez mais interessadas apenas nas próprias vidas e pouco cativadas pelas questões da comunidade. Com isso a relação com aquele que mora ao lado foi se perdendo aos poucos.

Entretanto, é nas cidades pequenas e nos bairros de subúrbio que a relação com quem vive próximo se mostra ainda muito forte e solidificada. É comum vermos famílias que se conhecem a gerações e amigos de porta conversando no portão a qualquer hora da noite e do dia, estreitando laços e trocando experiências, comemorando datas especiais juntos e resolvendo questões do grupo também em conjunto.

 

Vale lembrar que quando o homo sapiens começou a surgir ele era na verdade nômade, ou seja, preocupava-se em circular por várias áreas distintas em busca de uma qualidade de vida superior e por esse motivo muito pouco se relacionava com o seu próximo. Com o surgimento da agricultura a figura do vizinho surgiu de maneira importante e foi a partir daí que pessoas que moram próximas passaram não apenas a dividir vilas, ruas, bairros e prédios, mas também interesses, preocupações e planos! 

Fonte: Calendário