Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Perigo cotidiano: Por que seu cachorro não deve comer as sobras de sua comida?

Compartilhar:  

Foto/ Google

É difícil resistir a um cão com olhar triste pedindo comida ao pé da mesa. No entanto, é preciso ser forte para o bem do seu pet. Alimentá-lo com as sobras da comida humana pode até não causar impactos imediatos em sua saúde, mas provoca, lentamente, efeitos colaterais, como alterações físicas, sociais e comportamentais.

Comida humana expõe os cães a toxinas

Os cães devem comer alimentos preparados especialmente para eles, baseados em suas necessidades físicas e no funcionamento de seu organismo. O contato com a comida humana expõe os pets a elementos tóxicos que podem ser fatais. A uva e a uva passa, por exemplo, são conhecidas por causar reações tóxicas que provocam vômitos, diarreias, úlceras e desidratação.

O consumo de comida humana também aumenta a quantidade de calorias diárias ingeridas pelos cães. Isso colabora para aumentar o peso e, consequentemente, tornar os pets mais suscetíveis a doenças cardíacas e respiratórias, além de dificuldades de locomoção e fraqueza nos ossos e nas articulações.

Agradar os cães pode deixá-los mimados

Outro problema relacionado às sobras é que o cachorro pode ficar mal acostumado e não querer mais se alimentar da própria comida. Em alguns casos, é possível que ele deixe de lado a ração e fique sem comer até que alguém ofereça um pedaço de bife ou o resto do arroz com feijão do almoço.

Além disso, ao ver alguém fazendo uma refeição, o cão pode começar se comportar mal. Ele irá correr pela casa, pular, latir e uivar para chamar atenção e conseguir um pouco da comida. É fundamental se manter firme! Esse tipo de situação pode ser difícil de reverter e trazer problemas futuramente, o que reforça a importância de alimentar seu pet somente com rações especiais para cachorros.

Fonte MSN