Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Terça-feira, 13 de março de 2018

Apesar de histórico insatisfatório, clubes continuam apostando em treinadores estrangeiros

Compartilhar:  

© Bruno Cantini/Atlético MG

O uruguaio Diego Aguirre foi recém contrato pelo São Paulo para dirigir a equipe tricolor até o final de dezembro de 2018. Aos 52 anos, Aguirre vai assumir o cargo após a demissão de Dorival Júnior. No Uruguai, o treinador é cotado, ainda, para comandar a Seleção celeste depois da Copa do Mundo na Rússia, quando o ciclo de Óscar Tabárez, treinador desde 2006, possivelmente terá fim. 

Vale lembrar que Aguirre já foi técnico do Internacional em 2015 e do Atlético-MG em 2016. No Beira-Rio, o uruguaio conquistou o Campeonato Gaúcho, mas deixou o clube em agosto, após a eliminação do Inter na semifinal da Libertadores. No comando do Colorado, o treinador teve 60,4% de aproveitamento. Em 48 jogos, foram 24 vitórias, 15 empates e nove derrotas.No Galo, Aguirre ficou cinco meses como técnico e levou o título do torneio Flórida Cup, nos EUA. A tão sonhada Copa Libertadores escorreu pelos dedos, quando o Atlético-MG foi eliminado nas quartas de final da competição, em 2016, para o próprio São Paulo. No Alvinegro, o treinador conseguiu 59,14% de aproveitamento. Comandou o time em 31 jogos: 16 vitórias, sete empates e oito derrotas. 

MSN