Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Quarta-feira, 14 de março de 2018

Presidente do Palmeiras reclama de Bragantino x Corinthians no Pacaembu: Desequilíbrio técnico

Compartilhar:  

Foto/Google

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, não aprovou a escolha do Bragantino em mandar o primeiro jogo das quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, neste domingo, às 11h (de Brasília).

De acordo com o presidente alviverde, o fato do "Massa Bruta" jogar no estádio paulistano ao invés do Nabi Abi Chedid irá criar um "desequilíbrio técnico", algo que, na visão de Galiotte, "depõe contra o campeonato".

O "Verdão", por sua vez, irá enfrentar o Novorizontino no estádio Dr. Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, na ida das quartas.

"Eu acho que isso cria um desequilíbrio técnico, sim. Mas mais importante do que isso: depõe contra o campeonato. A gente não precisa passar por isso", disparou o mandatário alviverde.

"O Paulista é bastante competitivo, é um campeonato desafiador para todos, e a gente cria uma situação desnecessária. Foi isso que falei na reunião. Não é necessário para ninguém, nem para o Corinthians, nem para o Bragantino, nem pra ninguém", acrescentou.

"Essa é uma situação que depõe contra o campeonato. Acho que nenhum clube deveria fazer isso. Você joga um jogo fora e um em casa. Pronto", complementou.

Galiotte, porém, disse que apenas o clube do Palestra Itália reclamou da venda de mando do Bragantino. Nenhum dos outros clubes (Santos, Botafogo-SP, Novorizontino, São Paulo, São Caetano ou Corinthians) demonstrou ser contrário à prática.

 

"Sim, só o Palmeiras (reclamou do fato do Bragantino jogar a ida no Pacaembu)", salientou.

Vale lembrar que, no ano passado, o Linense vendeu o mando das quartas de final e jogou as duas partidas contra o São Paulo no Morumbi.

 

MSN