Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Domingo, 15 de abril de 2018

Em luta do ano, Poirier cala a torcida e nocauteia Gaethje em Glendale

Compartilhar:  
Pesos-leves fazem melhor combate de 2018 até aqui, e atleta da American Top Team consegue nocaute no quarto assalto

Se você esperava uma grande luta entre Dustin Poirier e Justin Gaethje, você esperou pouco. Os pesos-leves (até 70kg) fizeram o melhor combate de 2018 até este sábado, no evento principal do UFC Glendale. Poirier calou a torcida que apoiava o atleta da cidade e conseguiu o nocaute técnico aos 33 segundos do quarto round em um confronto pautado pela agressividade dos dois lutadores. Com volume maior de golpes desde o início, o atleta da American Top Team foi superior nos dois primeiros rounds, mas penou no terceiro, quando chegou a balançar após levar um cruzado de direita. Quando parecia que Gaethje dominaria as ações, Poirier liquidou o dono da casa.

Esta é a quarta luta seguida sem perder de Dustin Poirier, com três vitórias e um "No Contest" (luta sem resultado). Gaethje, que fez seu terceiro confronto no Ultimate, perdeu a segunda seguida, mas deixou sua marca em todos os seus compromissos na organização, com combates eletrizantes contra Michael Johnson, quando venceu, e Eddie Alvarez, que também o nocauteou.

A luta

Nada de estudo ou paciência. Gaethje e Poirier entraram no octógono dispostos a liquidar o combate de forma rápida. Desde o início, os dois trocaram muitos golpes, com Dustin Poirier sendo mais preciso e aproveitando-se mais da guarda aberta do rival. Com pouco mais de um minuto, Gaethje já tinha um ferimento na altura do olho esquerdo, mas trabalhava bem os chutes baixos. Ele encurtou a distância e conectou boa direita, mas Poirier utilizava combinações mais longas e abusava do volume de golpes. Quando Gaethje se fechava, o rival golpeava sua linha de cintura.

Gaethje tentou ser mais ativo no início do segundo assalto e passou a jogar mais golpes, dando pouco tempo para o rival imprimir suas sequências. Poirier conseguiu responder com um direto de direita, ameaçou uma queda e recebeu um dedo no olho. A luta precisou ser interrompida, e a torcida vaiou Poirier. Quando a luta voltou, Dustin Poirier mostrou mãos rápidas e acertou golpes limpos no rosto do atleta da casa. Gaethje pareceu balançar o oponente com um direto de esquerda, mas Poirier voltou a ser o agressor. Os dois seguiam em ritmo alucinante, trocando socos o tempo todo. Ao tentar uma queda, Poirier desistiu da pegada e deixou uma cotovelada de encontro, mas recebeu dois uppercuts no clinche. Nos segundos finais, Gaethje tentou um chute acrobático sem muita eficiência.

Na volta para o terceiro round, Gaethje manteve seu plano: agredir o tempo todo, como sempre. Poirier tentou jogar na inteligência e aplicou uma queda no tempo certo, mas viu o rival levantar-se quase que imediatamente. Quando Poirier chegou na curta distância, um cruzado de direita o balançou. Ele caminhou para trás, colocou as costas na grade e tentou travar o rival ali. Gaethje tentava encontrar espaço para capitalizar e passou a trabalhar joelhadas na linha de cintura e na perna direita, que sofria com os chutes baixos do oponente. Poirier, ainda tentando se recuperar, permitiu ser colocado contra a grade, mas soube se defender. Outro dedo no olho de Poirier fez o árbitro central interromper. Desta vez, Gaethje perdeu um ponto.

Logo no início do quarto assalto, um direto de esquerda desmontou Gaethje. Poirier sentiu o cheiro de sangue e sabia que precisava capitalizar. Ele foi para cima com a vontade de quem não queria dar uma segunda chance para o oponente, desferiu seguidos socos e só parou quando o árbitro central interrompeu de forma correta.

Confira as lutas do evento:

CARD PRINCIPALDustin Poirier venceu Justin Gaethje por nocaute técnico aos 33s do R4Alex Cowboy venceu Carlos Condit por finalização aos 3m17s do R2Israel Adesanya venceu Marvin Vettori por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)Michelle Waterson venceu Cortney Casey por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)CARD PRELIMINARAntônio Cara de Sapato venceu Tim Boetsch por finalização aos 4m28s do R1Muslim Salikhov venceu Ricky Rainey por nocaute técnico aos 4m12s do R2John Moraga venceu Wilson Reis por decisão unânime (triplo 29-28)Brad Tavares venceu Krzysztof Jotko por nocaute técnico aos 2m16s do R3Gilbert Durinho venceu Dan Moret por nocaute aos 59s do R2Lauren Mueller venceu Shana Dobson por decisão unânime (triplo 29-28)Yushin Okami venceu Dhiego Lima por decisão unânime (triplo 30-26)Adam Wieczorek venceu Arjan Bhullar por finalização aos 1m59s do R2Alejandro Perez venceu Matthew Lopez por nocaute técnico aos 3m42s do R2Luke Sanders venceu Patrick Williams por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Por Combate.com, Glendale, EUA