Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Segunda-feira, 14 de maio de 2018

Após derrota para o Corinthians, Palmeiras é recebido com protesto; organizada pede saída de Roger

Compartilhar:  

A derrota por 1 a 0 para o Corinthians, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, não foi nada bem digerida pela torcida do Palmeiras.

Após retornarem de Itaquera, os jogadores alviverdes foram recebidos com um protesto na porta da Academia de Futebol.

Os torcedores atiraram objetos no ônibus palestrino e proferiram xingamentos contra a equipe.

A Polícia Militar teve que usar bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar a multidão, e uma pessoa acabou presa.

Pouco depois, a "Mancha Alvi Verde", principal organizada palmeirense, pediu a saída do técnico Roger Machado em um comunicado na rede social Facebook (leia abaixo).

Essa foi a 3ª derrota do "Verdão" para o rival em quatro clássicos no ano, depois do jogo na fase de grupos do Campeonato Paulista (2 a 0, em Itaquera) e da partida de volta da final do Estadual (1 a 0, no Allianz Parque).

Com o resultado, o Palmeiras estacionou nos 8 pontos e caiu para o 5º lugar do Brasileirão.

A equipe de Roger joga pela Libertadores no meio de semana, na quarta, contra o Junior Barranquilla, no Allianz Parque, fechando sua participação na fase de grupo.

Na 6ª rodada da Série A, também em casa, a equipe terá o Bahia pela frente, no próximo sábado, às 21h (horário de Brasília).

Leia a postagem da "Mancha Alvi Verde":

Fora, Roger Machado!

Essa é a posição da Torcida Mancha Alvi Verde.

O nome comandante tem o motivo de ser, de comandar e se responsabilizar por acertos e erros!

Números e estatísticas se perdem quando existem derrotas vexatórias.

Números e estatísticas de nada valem se não tiver títulos.

Números e estatísticas não justificam escalações incoerentes e falta de padrão técnico.

Exigimos a imediata dispensa do treinador. Por ser o comandante, a maior responsabilidade é dele.

Para o ano promissor não acabar apenas como promessa, o momento é agora.

Temos a parada da Copa e tempo suficiente para uma mini pré-temporada para qualquer treinador que vier.

Não adianta salário em dia.

Não adianta elenco rico e favorito.

Não adianta estrutura com centro de treinamento.

Entre olhar e deixar o recado prevalecer, preferimos agir e cobrar uma postura radical e aguardar o resultado.

Não ficaremos apenas apoiando enquanto o treinador e seus comandados estão escrevendo uma história indigna do Palmeiras contra o nosso maior rival.

Diretoria Mancha Alviverde