Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Terça-feira, 10 de julho de 2018

Números comprovam fiasco de duelo entre pesos-pesados no UFC 226

Compartilhar:  
O co-main event do UFC 226, realizado no último sábado (7) na cidade de Las Vegas (EUA) era apontado pelos fãs de luta como um dos confrontos com maior potencial do card e que certamente teria fortes emoções. Entretanto, Francis Ngannou e Derrick Lewis desapontaram a todos e travaram uma luta morna que gerou vaias da plateia e críticas de Dana White. Através dos números do site especializado em estatísticas ‘FightMetric.com’ é possível analisar o verdadeiro fiasco que esse duelo representou. Durante toda a luta, apenas 31 golpes foram lançados, uma média de cerca de apenas dois por minuto. Daniel Cormier e Stipe Miocic realizaram o evento principal da noite de sábado (7), em disputa na mesma categoria de Francis e Lewis, a dos pesados. Ao comparar os dois duelos, a monotonia da luta entre os dois possíveis desafiantes ao cinturão fica ainda mais evidente. No confronto que sagrou ‘DC’ como campeão de duas divisões, foram aplicados 49 golpes em apenas um round, uma média de cerca de dez por minuto, cinco vezes maior que a anterior.Após o confronto, ambos atletas foram alvos de críticas. Na coletiva de imprensa após o evento, o presidente do UFC criticou o camaronês Ngannou, ao afirmar que o peso-pesado permitiu que seu ego o destruísse, segundo Dana. Ainda na ocasião, Lewis se pronunciou e confessou que apesar da vitória, suas chances de disputar o cinturão diminuíram devido ao seu fraco desempenho.Vaias e insatisfação da torcida presente na arena traduziram o sentimento de todos os fãs de MMA ao redor do mundo. Apesar dessa luta abaixo das expectativas, o evento contou com grandes combates que levaram os presentes à loucura, como o do brasileiro ‘Borrachinha’, que nocauteou Uriah Hall e levou um bônus de cerca de R$ 180 mil para casa. Esse duelo foi um dos mais técnicos e empolgantes do UFC 226, prova disso foram os 133 golpes lançados pelos atletas, maior índice entre todos confrontos, que teve uma média de 16,6 ataques por minuto.