Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Quinta-feira, 09 de agosto de 2018

Corinthians joga mal e perde para o Colo-Colo no primeiro jogo das oitavas da Libertadores

Compartilhar:  
Cássio evita derrota pior em atuação ruim do Timão em Santiago; Gabriel foi expulso.Carmona marca o gol do Colo-Colo (Foto: OSCAR TORRES/Photosport/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO)
O fantasma das eliminações nas oitavas de final da Taça Libertadores ronda o Corinthians novamente. Sem inspiração no ataque e com um jogador a menos desde os oito minutos do segundo tempo (Gabriel foi expulso), o Timão perdeu por 1 a 0 para o Colo-Colo, nesta quarta-feira, em Santiago, e vai precisar virar vencer por dois gols de diferença em Itaquera para continuar no principal torneio sul-americano. A desvantagem mínima no Chile pode ser colocada na conta do goleiro Cássio. O gigante brilhou com ótimas defesas, principalmente no fim do jogo, e evitou uma derrota pior. Carmona marcou para os donos da casa. O jogo da volta está marcado para o dia 29 de agosto. Se vencer por 1 a 0, o Corinthians leva a decisão para os pênaltis. Lembrando que o critério de desempate do gol fora de casa está valendo. Ou seja, caso os chilenos marquem ao menos uma vez em São Paulo, o Timão necessitará fazer três para ficar com a vaga (3 a 1 ou 4 a 2, por exemplo). O vencedor enfrenta Palmeiras ou Cerro Porteño, do Paraguai, nas quartas de final. De suas últimas oito participações na Libertadores, o Corinthians foi eliminado nas oitavas de final nada menos que seis vezes. Isso só não aconteceu em 2011, quando caiu para o Tolima ainda na fase prévia, e em 2012, ano do inédito título. Os minutos iniciais deram a sensação de que o Corinthians controlaria o jogo. O Timão segurou a bola, trocou passes no campo de ataque e não deixou a equipe da casa sufocar. Mas o domínio não durou muito tempo. O Colo-Colo ganhou força quando aumentou a velocidade. O jogo também esquentou com entradas mais duras e discussões entre os atletas. Cássio fez boas defesas em chutes de Paredes e Zaldivia. Aos 37, porém, Carmona pegou rebote na área e abriu o placar. Os corintianos não tiveram força para reagir. Com Jadson apagado na criação, Clayson, Romero e Pedrinho apareceram muito pouco. O Corinthians voltou do intervalo com a mesma dificuldade de segurar a bola. A situação piorou aos oito minutos, quando Gabriel recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso ao fazer falta em Carmona. Loss colocou Léo Santos na vaga de Jadson, formou duas linhas de quatro jogadores e trancou a equipe. Danilo Avelar teve a única chance na área, mas chutou para fora. Os minutos finais foram de sufoco. Pérez bateu para fora livre na área. Cássio fez linda defesa cara a cara com Barrios na pequena área e salvou em outro chute de Pérez. Antes de a bola rolar em Santiago, a diretoria do Corinthians homenageou Romero com uma placa e uma camisa comemorativa pelos 200 jogos pelo clube. Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians volta a jogar no domingo, contra a Chapecoense, às 16h (de Brasília), na Arena Condá, em Chapecó. globoesportes.com