Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Muito otimista, Alonso ressalta trabalho impressionante da McLaren no MCL33: Adorei o carro. Espero que seja rápido

Compartilhar:  

© Fornecido por Grande Prêmio

A espera acabou. Quase três meses depois de encerrar a temporada 2017, em Abu Dhabi, Fernando Alonso está de volta para a guiar um carro de F1 pela primeira vez neste ano nesta sexta-feira (23), dia que marcou o lançamento do MCL33, novo carro da McLaren empurrado pelo motor Renault para 2018. Horas depois da apresentação oficial, veiculada pela internet, a equipe promove um dia de filmagem no autódromo de Navarra, na Espanha, como shakedown para o início dos testes de pré-temporada a partir da próxima segunda-feira, em Barcelona.

Ao falar em entrevista à emissora britânica ‘Sky Sports’, Alonso esbanjou bom humor e muita confiança no potencial do novo carro laranja. O otimismo se baseia sobretudo no novo motor Renault, que vem para substituir as problemáticas unidades de potência que tanto deram dor de cabeça ao bicampeão e à equipe de Woking entre 2015 e o ano passado.

“Estou muito otimista. Foi feito muito trabalho em cima desse carro nos últimos meses. Obviamente, no ano passado decidimos trocar a Honda pela Renault, e isso afetou o design. A equipe fez um trabalho impressionante. Como resultado, adorei o carro. Espero que ele seja rápido também”, afirmou o piloto de 36 anos pouco antes de entrar no carro.

Alonso também brincou ao ser perguntado sobre como conseguiria gerenciar o tempo com sua namorada, a modelo italiana Linda Morselli, considerando a agenda lotada com 26 corridas para fazer em 2018, além dos testes. “Não haverá problema. Ela vai ter de viajar comigo para algumas corridas [risos]”.

O principal piloto da McLaren ressaltou que a nova temporada traz uma motivação além do habitual, e por vários motivos. 

“Você se empolga a cada inverno porque isso sugere uma motivação, um capítulo novo, uma temporada nova, mas este ano é ainda mais especial”, disse.

“A combinação entre McLaren e Renault deve entregar um pacote competitivo, e acho que sugere uma volta ao passado, ao DNA da McLaren, que significa que escutamos os fãs sobre a cor, coisas diferentes, e agora espero que tenhamos resultados melhores em relação aos últimos três anos”, concluiu.

Fonte: MSN