Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Quinta-feira, 01 de março de 2018

Alonso é único a marcar tempo em terceiro dia de testes coletivos marcado por clima caótico em Barcelona

Compartilhar:  

© Grande Prêmio

Foram quatro horas de quase nada. O clima, com neve, chuva e frio em Barcelona impediu que os carros recebessem luz verde para ir à pista pela manhã e, na parte da tarde desta quarta-feira (28), pouco apareceram para a baila. Num dos dias menos movimentados já vistos nos testes coletivos de pré-temporada da F1, o destaque ficou mesmo para os gracejos das equipes nos boxes.

Sem voltas rápidas anotadas na pista por quase todo o tempo, quem brilhou foi o boneco de neve da Mercedes. A canção de Daniel Ricciardo e a o bem humorado Fernando Alonso no Twitter também se destacaram. O dia, fora isso, foi completamente esquecível por qualquer ponto de vista. 

Como houve apenas uma volta rápida, de Alonso nos minutos finais, foi ele quem terminou com a liderança do dia. E o resto dos pilotos ficaram com a última colocação.

Após a neve nas primeiras horas do dia, uma chuva caiu sobre o Circuito da Catalunha para dissolver o gelo que caíra. O teste foi aberto de fato às 8h (de Brasília), após horas de bandeira vermelha. Mas a movimentação não acompanhou.

O primeiro a se arriscar na pista gélida e molhada foi Fernando Alonso, às 9h12 (de Brasília). O bicampeão notou que o asfalto estava encharcado pela constante e forte chuva que persistia. Mesmo com pneus para chuva extrema, apenas tentou uma volta de instalação e regressou aos boxes. 

Pouco depois, Daniel Ricciardo e Marcus Ericsson fizeram exatamente o mesmo para Red Bull e Sauber. O australiano tentou voltar à pista mais de uma hora depois, mas rodou e acabou na brita. Brendon Hartley, que tinha aparecido no dia apenas com um trenó, fez uma volta de instalação com a Toro Rosso. Robert Kubica e Ericsson tentaram novamente, mas logo estavam de volta às garagens.

Apesar de melhor que pela manhã, quando a temperatura da pista era menor que 1°C, à tarde a seguia mais frio que as equipes gostariam, com cerca de 3°C.

Alonso tentou a pista novamente no começo da última hora, novamente com pneus de chuva extrema, mas em velocidade muito baixa e sem marcar tempo. Antes disso, Ferrari e Renault haviam abortado o dia de testes, caminhos que Haas e Force India também decidiram tomar. 

Mais até que na pista, Alonso brincou no Twitter com o fato de ser o único a dar volta durante quase uma hora. E até um GIF de desenho ele repetiu quando foi mostrado por um seguidor que Ricciardo também havia dado uma volta. O bom humor foi o que sobrou.

O próprio Ricciardo tirou um tempo para cantar sobre os testes coletivos até aqui. "Estamos no rali dos testes de inverno, está frio pra dedéu. Estamos aqui em Barcelona e vamos pegar uma pneumonia", era no que a letra consistia. 

No fim das contas, houve ainda uma movimentação: Alonso voltou para a pista com 20 minutos no relógio e cravou uma péssima volta: 2min21s268. E ainda fez a façanha de melhorar para 2min18s545. Como ninguém mais ousou desafiar o relógio, ficou com a ponta da tabela. Para as equipes, resta a expectativa de que o tempo melhore amanhã - apesar de a previsão do tempo apontar chuva.

MSN