Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Quarta-feira, 30 de maio de 2018

Hamilton aponta luta de três pelo título, ressalta grande desafio e opina: O equilíbrio é muito bom

Compartilhar:  

Com seis corridas já disputadas na temporada 2018, a F1 mostra três grandes protagonistas. Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo venceram, cada um, duas provas, e ocupam as três primeiras posições na tabela do Mundial de Pilotos, respectivamente. Diferente do que aconteceu no começo da nova ‘Era Turbo’, quando a Mercedes nadou de braçada entre 2014 e 2016, ou mesmo no ano passado, quando Hamilton batalhou pelo título apenas com Vettel, desta vez a Red Bull surge como potencial força na briga pela taça, acredita o britânico tetracampeão do mundo depois da vitória contundente de Ricciardo no GP de Mônaco do último domingo (27).

“Definitivamente, é uma luta de três”, afirmou Hamilton em entrevista veiculada pelo site norte-americano ‘Motorsport.com’. O piloto da Mercedes, apesar de estar 14 pontos à frente de Vettel, ainda vê o alemão e a Ferrari um passo à frente.

“Acredito que Sebastian Vettel e a Ferrari ainda são os mais fortes. O carro deles foi rápido aqui, o carro deles está muito bem durante toda a temporada até agora. Cometeram alguns erros e nós aproveitamos, então estamos mais perto do que seria se todos tivessem feito o mesmo trabalho. Mas ainda sinto que eles são mais fortes, e Sebastian tem feito o trabalho mais forte”, opinou o tetracampeão.

Por outro lado, ainda que Ricciardo esteja um pouco atrás no campeonato — 38 pontos atrás de Hamilton e 24 de desvantagem para Vettel —, Lewis aposta que a Red Bull vai dar outro salto de performance, talvez já no GP do Canadá, com as atualizações para o RB14 empurrado pelo motor Renault.

 

“Acho que a Red Bull potencialmente vai ter uma atualização em algum momento, acho que na próxima corrida. De modo que vai ser interessante ver a performance deles e se eles vão continuar sendo fortes ao longo do ano”, disse.

No fim das contas, Hamilton comemora por ter a chance de lutar com mais concorrentes pelo título. “Mesmo que talvez a corrida [em Mônaco] não tenha sido a mais emocionante, foi muito bom para os fãs ver a batalha que nós temos. O equilíbrio é muito bom”, destacou o piloto, feliz com o desafio que aquilo que ele mesmo define como “luta a três” começa a lhe proporcionar.

“Pessoalmente, adoro e isso me desafia mais do que eu posso expressar. É o maior desafio que tive com meus mecânicos, mas gosto deste desafio. Estou adorando ter de aprofundar meu conhecimento técnico e aprender mais”, finalizou.