Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Sábado, 12 de agosto de 2017

Após Câmara barrar denúncia, Michel Temer decide intensificar viagens

Compartilhar:  
Presidente participou de eventos em SP, RJ e MT na primeira semana após a vitória na Câmara. Para os próximos dias, há mais viagens previstas para SP e AP; objetivo é divulgar ações do governo.

Após conseguir barrar na Câmara dos Deputados a denúncia da Procuradoria Geral da República, o presidente Michel Temer decidiu nesta semana intensificar a agenda de viagens pelo país.

Somente na primeira semana após a vitória na Câmara, Temer participou de eventos em São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso (leia ao final desta reportagem detalhes sobre essas agendas). Para os próximos dias, há mais viagens previstas, novamente para São Paulo e para o Amapá.

Conforme apurou o G1, o objetivo do presidente é acelerar o ritmo das viagens nacionais, interrompido desde maio, quando se tornaram conhecidas as delações de executivos da J&F, grupo que controla a JBS. As informações dos delatores geraram a maior crise política do governo Temer.

No Palácio do Planalto, auxiliares do presidente afirmam que a decisão de intensificar as viagens tem dois objetivos: entregar obras e lançar ações do governo, além de reforçar o contato de Temer com empresários e investidores.

Diante dessa estratégia, ministros foram orientados a repassar ao Planalto detalhes de obras que podem ser inauguradas por Temer. Além disso, o gabinete de Temer também tem analisado convites para ele participar de eventos.

A ideia é estabelecer um calendário de viagens, com pelo menos um compromisso fora de Brasília por semana. Nesses eventos, Temer falará sobre ações do governo e reforçará a importância das reformas da Previdência e tributária.

Outro foco do Planalto é tentar reverter a baixa popularidade do presidente. Pesquisa Ibope divulgada no último dia 27 de julho mostrou que Temer tem 5% de aprovação, o menor índice desde o início da série histórica do instituto, que começou em março de 1986.

Além das viagens nacionais nas próximas semanas, Temer deverá viajar, em setembro, para a China - onde participará de reunião do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) - e para os Estados Unidos, para a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Viagens pós-delações

 

Nos últimos dois meses e meio, entre a divulgação das delações da JBS e a votação da denúncia na Câmara, Temer fez quatro viagens nacionais e três internacionais.

Em 28 de maio, o presidente foi a Alagoas e a Pernambuco verificar os prejuízos em áreas atingidas pelas fortes chuvas que atingiram os estados à época. No dia seguinte, Temer viajou a São Paulo, onde participou de um jantar oferecido pelo Fórum de Investimentos Brasil 2017, permanecendo na cidade no dia 30, para abertura do evento.

Em junho, foram duas viagens. Uma delas, novamente a São Paulo, para se reunir com o governador Geraldo Alckmin (PSDB). Ainda em junho, o presidente visitou Rússia e Noruega.

No mês seguinte, Temer fez três viagens, duas delas internacionais. O presidente foi à Alemanha, para o encontro do G20, e à Argentina.

No último dia 30, Temer passou pelo Rio de Janeiro para acompanhar as ações da fase fluminense do Plano Nacional de Segurança, que conta com a presença das Forças Armadas no estado. As viagens da semana

 

SEGUNDA-FEIRA (7)

Temer começou a semana em São Paulo. Na segunda, ele participou da cerimônia de assinatura do protocolo de intenções para criação do Parque Campo de Marte, um acordo entre governo federal e prefeitura. Ele aproveitou o evento para elogiar o prefeito João Doria (PSDB), dizendo que ele tem visão nacional.

TERÇA-FEIRA (8)

Temer permaneceu na capital paulista. Na cidade, se encontrou com o empresário Abílio Diniz e, na terça (8), compareceu à abertura do 27º Congresso & ExpoFenabrave e do lançamento de uma linha de crédito da Caixa Econômica Federal para obras em loteamentos urbanos. No evento da Caixa, o presidente atencipou a distribuição de R$ 7,2 bilhões dos lucros do FGTS aos trabalhadores.

QUARTA-FEIRA (9)

Na quarta-feira (9), o presidente esteve no Rio de Janeiro, para a abertura da 36ª edição do Encontro Nacional de Comércio Exterior. No discurso, ele negou que haverá aumento da alíquota do Imposto de Renda (IR). Após discursar, ele foi vaiado por pessoas presentes ao evento.

SEXTA-FEIRA (11)

Na sexta-feira (11), Temer esteve em Lucas do Rio Verde, a cerca de 360 km de Cuiabá, para o lançamento da colheita do algodão e para inauguração de uma usina de etanol de milho. No giro por Mato Grosso, o presidente voltou a defender a necessidade das reformas propostas pelo seu governo.

  • CÂMARA DOS DEPUTADOS
  •  
  • JBS
  •  
  • MICHEL TEMER
  • Por Guilherme Mazui, G1, Brasília