Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Domingo, 13 de agosto de 2017

Descarte adequado de embalagens de agrotóxicos é obrigação do agricultor

Compartilhar:  
Recipientes vazios passam por lavagem e são furados para evitar reutilização. Há locais próprios para receber os materiais dentro de um ano após a compra.

No mercado especializado há agrotóxico de todo tipo e cada embalagem traz uma bula sobre como o produto deve ser usado, além de uma faixa de orientação. A cor vermelha, por exemplo, indica que o produto é extremamente tóxico. O local da devolução da embalagem está indicado no corpo da nota fiscal.

Na fazenda de Carlos Luiz de Alexandre, em Bilac (SP), tem criação de peixes, gado de corte e lavouras de soja e milho. Os defensivos agrícolas são muito úteis para o agricultor, mas ele diz que nenhum passo é dado sem seguir a recomendação.

A legislação brasileira determina que as embalagens vazias de agrotóxicos sejam devolvidas no prazo de um ano após a compra. Carlos entrega os recipientes em cinco meses, fazendo a lavagem obrigatória. Enquanto isso, tudo fica armazenado num local protegido, longe de animais e dos moradores da propriedade.

A central de recebimento de embalagens do município de Bilac é a segunda que mais recebe embalagens vazias no Estado. Na região, 81 cidades são atendidas. Só este ano, a central já recebeu mais de 300 toneladas de materiais.

O que chega é separado e prensado, já o que não pode ser reciclado, como sacos plásticos e alguns tipos de galões, é incinerado. Os recicláveis viram os mais diferentes produtos, como conduítes, caixa de baterias para carro e galões de defensivos agrícolas.

O Dia Nacional do Campo Limpo é comemorado anualmente em 18 de agosto.

Por Nosso Campo, TV TEM