Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Embarcação explode em posto durante abastecimento e deixa feridos no AP

Compartilhar:  

(Foto: Rita Torrinha/G1)

Acidente ocorreu na tarde desta terça-feira (9), em Santana. Corpo de Bombeiros fez a contenção das chamas na área portuária e faz buscas por supostos desaparecidos.

Uma embarcação de nome Rio Jordão 4 explodiu na área potuária de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, na tarde desta terça-feira (9). O barco, que ficou totalmente destruído, estava ao lado de um posto de combustível, mas ainda não há confirmação se estava abastecendo no momento do acidente. A estrutura de abastecimento é flutuante e foi rebocada antes de ser atingida pelo incêndio.

O Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes) confirmou o total de sete feridos. Cinco foram levados pelo Corpo de Bombeiros do Amapá para o Hospital de Santana e dois, em estado mais grave, foram encaminhados ao Hospital de Emergência de Macapá.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a embarcação estava abstecida com botijões de gás, gasolina e diesel. Seriam mais de 12 botijões que seriam levados para região ribeirinha do Pará. A embarcação, segundo a Capitania dos Portos, era da região paraense de Gurupá.

Bombeiros e agentes da Defesa Civil fizeram a contenção das chamas. Buscas estão sendo feitas no rio Amazonas na tentativa de encontrar supostos desaparecidos. A população da região acompanha o trabalho de combate dos militares. Policiais militares contiveram a movimentação de entrada e saída de veículos e de pessoas na área do acidente.

"Houve uma explosão seguida de incêndio numa embarcação de pequeno a médio porte. Ela estava abastecida em carotes com três tipos de combustíveis. Agora estamos fazendo o rescaldo do fogo que ainda tem na embarcação, que afundou. Também estamos checando informações a respeito de vítimas, junto com a Marinha e a Polícia Militar", informou o comandante dos bombeiros, coronel Wagner Coelho.

Ainda segundo o militar, as causas ainda estão sendo apuradas e um inquérito será instaurado pela Marinha do Brasil, que também tem equipes no porto. Viaturas do Corpo de Bombeiros do grupamento da Fazendinha e de Macapá foram acionadas para ajudar no combate no local do acidente.

"Esse tipo de ocorrência sempre requer reforço, até pelo tipo de material e combustível, que é altamente inflamável. Há apoio de viaturas da Fazendinha e de Macapá", falou o coronel.

O comandante da Capitania dos Portos do estado, Oliveira Caldas, informou que o barco estava com a documentação regular. Ele diz que o acidente poderia ter tido proporções muito maiores não fosse a rápida retirada do posto flutuante do local.

"Com a ajuda de um rebocador os militares e a defesa civil conseguiram cortar os cabos de fixação, retirando o posto para o meio do rio. Ele está abastecido com cerca de 5 mil litros de combustível, entre gasolina e óleo diesel. A ação evitou uma tragédia ainda maior", falou o capitão.

G1