Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Quarta-feira, 14 de março de 2018

Demitido via Twitter, Tillerson fica no cargo até 31 de março

Compartilhar:  

(Yuri Gripas/Reuters)

Diplomata que falou sobre demissão do secretário americano também foi demitido

“Recebi uma ligação hoje do presidente dos Estados Unidos um pouco depois do meio-dia do Air Force One, e também falei com o chefe de gabinete da Casa Branca, (John) Kelly”, explicou o recém demitido titular de Relações Exteriores dos EUA.

Tillerson não deu detalhes de sua conversa com Trump, que aconteceu quase quatro horas depois que o presidente anunciou no Twitter que lhe substituiria pelo atual diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), Mike Pompeo. Segundo a imprensa americana, Tillerson ficou sabendo de sua demissão pelo tuíte de Trump, embora no sábado passado tenha recebido uma ligação na qual Kelly lhe pedia para encurtar sua viagem pela África, pois o presidente planejava fazer um anúncio relacionado a ele.O atual secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, demitido abruptamente nesta terça-feira pelo presidente Donald Trump, anunciou que ainda agora à noite delegará suas responsabilidades a seu assessor direto, John Sullivan, e deixará o governo no dia 31 de março depois de resolver assuntos administrativos. “Agora voltarei à vida privada como um cidadão comum, um americano comum, orgulhoso da oportunidade que tive de servir ao meu país”, disse Tillerson em uma declaração aos jornalistas no Departamento de Estado.

“Ao final do dia de hoje delegarei todas minhas responsabilidades do escritório do Secretário ao subsecretário de Estado Sullivan. A minha investidura como secretário de Estado terminará à meia-noite de 31 de março”, detalhou Tillerson.

Até então, ele se dedicará a resolver “alguns assuntos administrativos” relacionados com sua saída do cargo e a assegurar-se que haja uma “transição fluída e ordenada” para quando Pompeo assumir o cargo, caso seja confirmado pelo Senado.

A Comissão de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos realizará no próximo mês uma audiência para avaliar Pompeo como secretário de Estado. Outra demissão

O diplomata que confirmou à imprensa americana que Tillerson não foi informado por Trump sobre sua demissão antes da publicação da mensagem nas redes sociais também foi demitido de seu cargo nesta terça-feira.

O subsecretário de Estado para a Diplomacia Pública dos Estados Unidos, Steven Goldstein, afirmou durante a manhã que o secretário de Estado não havia falado com o presidente e desconhecia a razão de sua substituição.

“O secretário tinha toda a intenção de continuar, dado o progresso realizado em segurança nacional”, indicou Goldstein em uma breve nota, poucos minutos depois de saber da demissão fulminante de Tillerson.

(Com EFE) Veja.Com