Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Gel que impede a gravidez: como funciona anticoncepcional masculino promissor?

Compartilhar:  

© Janine Lamontagne / iStock

O primeiro método contraceptivo masculino pode estar mais perto de se tornar realidade. Pesquisadores do Population Council, em colaboração com o Instituto Nacional de Saúde Infantil e Desenvolvimento Humano (NICHD), estão desenvolvendo um gel de uso tópico capaz de reduzir a produção de espermatozoides com pouquíssimos efeitos colaterais.

Não é a primeira vez que tentam projetar para os homens um método hormonal que impeça a gravidez, como a pílula anticoncepcional usada pelas mulheres, mas os testes anteriores apontaram muitos efeitos colaterais, como diminuição da libido masculina, acne, ganho de peso e alterações nas taxas de colesterol

Atualmente, os homens contam somente com o preservativo ou a vasectomia como método contraceptivo. Gel masculino que impede a gravidez Como funciona?

Feito exclusivamente para uso masculino, o gel atua liberando dois hormônios: progesterona e testosterona. Conforme noticiou a publicação científica americana MIT Technology Review, a progesterona faz com que a testosterona, necessária para a produção de espermatozoide, seja secretada a níveis abaixo do que o normal, reduzindo as chances de fecundação.

Já a reposição de testosterona serve para minimizar os possíveis efeitos adversos, como queda na libido, mudanças de humor, entre outras.

O gel deve ser aplicado diariamente pelos homens nos braços e nos ombros. O medicamento, que seca em um minuto, é absorvido pela pele e irá alterar as taxas hormonais por cerca de 72 horas, mas, mesmo assim, os cientistas sugerem que os pacientes não “pulem” os dias de uso para que as taxas de testosterona não sofram flutuações. Testes

Na primeira fase dos testes, feita com dois géis diferentes aplicados em diferentes partes do corpo, os resultados foram positivos. O desafio dos pesquisadores é obter a mesma eficácia reformulando os dois produtos em um único gel.

Agora, os pesquisadores se preparam para acompanhar casais, que começarão os testes usando dois métodos anticoncepcionais combinados. As mulheres usarão pílula - ou outro método - e os homens usarão o gel por quatro meses.

Ao todo, irão participar dos testes mais de 400 casais dos Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Suécia, Chile e Quênia.

Durante este período, serão monitorados os níveis de produção de espermatozoides nos homens. Quando este número for inferior a um milhão por mililitro, o necessário para se evitar a gravidez, os casais passarão a usar somente o gel como ferramenta contra a natalidade por um ano, pelo menos, para observar sua eficácia. Quando chegará ao mercado?

A comercialização desse medicamento, entretanto, ainda não tem data certa. Segundo os pesquisadores, os ensaios clínicos serão iniciados em abril de 2018 e devem durar por, aproximadamente, quatro anos.

Se aprovado pelas autoridades reguladoras, o Nestorone® / Testosterone, nome comercial do medicamento, poderá ser o primeiro contraceptivo já produzido para os homens.

MSN