Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome

Sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

O que fazer para conseguir a 2ª via de comprovante de vacinação

Compartilhar:  

© AFP

Com o alerta da Organização Mundial da Saúde(OMS) sobre o aumento da febre amarelano Brasil e a antecipação da campanha de vacinação fracionada em 75 municípios do país, a demanda pela imunização aumentou junto com as dúvidas sobre o que fazer quando a pessoa não se lembra se já foi vacinada ou tenha perdido a carteira de vacinação com as doses tomadas. O comprovante é necessário, por exemplo, para a emissão do Comprovante Internacional de Vacinação, que pode ser exigido de viajantes na entrada em outros países.

Em tais situações, a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é procurar a unidade de saúde onde a vacina foi aplicada para resgatar o histórico de vacinação e solicitar uma segunda via do documento. Porém, segundo o órgão, não há uma padronização nesses registros nem regulamentação que exija o arquivamento dessas informações.

A depender da organização de cada posto de saúde, um pouco de sorte pode ser necessário para conseguir a segunda via do documento. Na dúvida, nos casos de febre amarela, a recomendação é que se tome uma nova dose. Nos locais onde há alta procura pela vacina, não adianta ter pressa para pedir a segunda via. Isso porque as unidades estão concentradas na imunização.

Os moradores de São Paulo que tenham sido vacinados na rede municipal têm uma chance de conseguir a segunda via do comprovante de vacinação de febre amarela em postos de atendimento da Anvisa instalados nos aeroportos. Mas isso não é tão simples, pois é necessário que a aplicação da vacina tenha sido registrada junto ao órgão federal.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, os postos estão orientados a atualizar os dados em um sistema integrado com todo o histórico do usuário logo na primeira visita à unidade de saúde, desde que a pessoa apresente os documentos comprovando as doses que já tomou. Mas para pedir a segunda via é preciso comparecer ao local onde a vacina foi aplicada.

O Ministério da Saúdeavisa que o cartão de vacinação é um documento que deve ser guardado junto aos demais documentos pessoais. Sua emissão pode ser feita em qualquer unidade do Sistema Único de Saúde (SUS) ou em clínicas particulares — basta apresentar um documento com foto. O cartão deve ser atualizado sempre que uma nova vacina for tomada.

MSN