Quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019

Inscrito pelo Wanderers, Méndez não pode defender o Corinthians na Sul-Americana

Compartilhar:  
O Corinthians espera pelo jovem zagueiro Bruno Méndez na próxima semana e o técnico Fábio Carille pensa em utilizá-lo imediatamente entre os profissionais, mas uma combinação entre falta de comunicação, regulamento confuso e azar farão com que o uruguaio não possa defender o clube na Copa Sul-Americana, um dos grandes objetivos da equipe na temporada.

Ainda que esteja à disposição do treinador para jogar qualquer outro torneio assim que acabar o Sul-Americano sub-20, Méndez já foi inscrito pelo Montevideo Wanderers no torneio. Ele aparece na relação de 30 nomes divulgada pelo clube uruguaio em seu site oficial na última sexta-feira, penúltimo dia útil para a entrega da lista à Conmebol, organizadora da competição.

De acordo com o artigo 56 do regulamento específico do torneio, “um jogador não poderá ser inscrito por mais de um clube na mesma edição do torneio”. Portanto, a menos que a lista divulgada pelo Wanderers tenha sido modificada de última hora, Méndez está fora da disputa continental com a camisa corintiana.

Por ter sido entregue no dia 1º de fevereiro, a relação obviamente ainda não contava com o acerto entre Timão e uruguaios, ainda que já houvesse negociações entre as partes. Sem comunicação de ambos os lados para que o jogador não entrasse na lista, o clube da capital charrúa mandou os nomes “72 horas antes do início da competição”, como diz o mesmo regulamento.

Chama a atenção, porém, o fato de o primeiro jogo do Wanderers estar marcado apenas para o dia 21 de março, daqui 45 dias. No entanto, como as normas da Conmebol falam em início do torneio, não da participação da equipe, todos os participantes tiveram que enviar  os inscritos na mesma data.

Havia no Timão a esperança de inscrever uma possível última leva de contratações (Guilherme Arana segue no radar) na segunda fase da Sul-Americana, quando poderão ser realizadas três trocas de atletas. Sem Méndez, as mudanças ficam restritas apenas aos nomes ainda esperados por Carille.