Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.


Clique aqui e baixe o Mozila Firefox, é gratis.

Mozila Firefox Google Chrome

Mozila Firefox Google Chrome



Domingo, 10 de fevereiro de 2019

Robert Whittaker passa por duas cirurgias, e Dana White diz que lutar poderia ser fatal

Compartilhar:  
Foto;Raphael Marinho

A situação de Robert Whittaker foi mais grave do que se imaginava. Depois de sentir fortes dores no abdômen e vomitar na madrugada de sábado para domingo em Melbourne (AUS), o campeão do peso-médio (até 84kg) precisou ser internado em um hospital da cidade e passou por duas cirurgias, segundo apurou o Combate.com com fontes ligadas ao Ultimate. Uma no intestino, que estava dobrado, e outra de hérnia no abdômen. Os dois procedimentos foram realizados com sucesso e o lutador encontra-se em situação estável.

De acordo com o presidente do Ultimate, Dana White, em entrevista para a "ESPN", o médico chegou a dizer que, caso Whittaker lutasse com Kelvin Gastelum neste sábado, poderia ser fatal. No momento, lutador e equipe não estão preocupados com o que o Ultimate fará com relação ao cinturão dos médios. O foco é na recuperação do neozelandês radicado na Austrália.

Ao Combate.com, o treinador de Whittaker, Alex Prates, afirmou que a expectativa é de que o campeão possa voltar aos treinos em quatro semanas.

- A gente está aqui no hospital com o Rob, graças a Deus deu tudo certo com a cirurgia. Ele teve muitas dores abdominais, finalmente foi levado ao hospital pelos médicos do UFC a uma hora da manhã. Ele tava fazendo tudo que podia para continuar a luta, refutando qualquer tratamento que pudesse tirar ele da luta. Aí teve de ser submetido a uma cirurgia de emergência devido a uma hérnia interna que poderia comprometer o funcionamento do intestino dele. O cara estava querendo não fazer a cirurgia dele, lutar, "Dá pra fazer outro dia"... Samurai, querendo lutar de qualquer maneira. Mas a equipe médica não teve negociação, o problema foi sério. Neste momento, a preocupação do time é com a saúde do Rob, com a recuperação dele. Graças a Deus, deu tudo certo, e se Deus quiser em quatro semanas vai voltar aos treinos 100%.

Com a saída de Whittaker do card do UFC 234, o Ultimate promoveu Israel Adesanya x Anderson Silva para ser a luta principal do evento. O confronto seguirá sendo de três rounds.

Por Edgar Alencar, Marcelo Russio e Raphael Marinho — Direto de Melbourne, Austrália