Quarta-feira, 15 de maio de 2019

Jon Jones nega subir de categoria e descarta trilogia contra Daniel Cormier

Compartilhar:  

O campeão dos pesos-pesados do UFC, Daniel Cormier, relatou durante entrevista coletiva na última sexta-feira (10), no Rio de Janeiro, que prevê retornar aos meio-pesados (93 kg) para desafiar Jon Jones. Bones, no entanto, parece não acreditar nessa hipótese, pois prevê que o corte de peso de mais de 20 kg traria danos irreversíveis à saúde do rival. Além disso, descartou a possibilidade de subir para os pesados.

A alegação de Jones é a de que, no mais recente desafio de Cormier pelo UFC, em novembro, ele pesou quase 114 kg. E, aos 40 anos, o campeão dos pesados provavelmente teria dificuldades para cravar os 93 kg da categoria que Jones domina, conforme Bones afirmou em entrevista ao programa Dan Hardys Open Mat.

"Ele, definitivamente, nunca irá voltar para os meio-pesados. Ele fala isso, mas não há como ele voltar aos meio-pesados. Comprometer sua vida para perder esse peso e ficar em segundo plano novamente seria devastador. Seria preciso uma quantidade incrível de coragem para tentar isso, e não conseguir seria simplesmente muito devastador. Duvido que ele coloque a si mesmo nessa situação pela terceira vez", ressaltou Bones.

Outra possibilidade para a trilogia entre Jones e Cormier acontecer seria Jon subir para os pesos-pesados. No entanto, o campeão meio-pesado garantiu que essa hipótese hoje está fora de cogitação, já que a única derrota que possui no cartel profissional ocorreu após ser desclassificado por aplicar um golpe ilegal em Matt Hamill, em 2009. E Bones não parece disposto a correr o risco de sofrer um novo revés.

"Eu sou realista: Daniel Cormier é um atleta especial e qualquer um pode ser derrotado. Acho que minha maior chance de perder seria para um cara como Daniel Cormier. Nós estaríamos dando a ele uma vantagem de poder e força sobre mim; isso simplesmente não faz sentido", destacou, antes de complementar os elogios ao rival.

“Eu bato o peso nos meio-pesados com muita facilidade, e não faria sentido lutar com um cara que, tecnicamente, está no seu nível e dar a ele uma vantagem de tamanho. Eu não farei isto. Tenho certeza de que meus fãs não gostam de me ouvir falar assim, mas estou apenas sendo realista e respeitoso com as habilidades de Daniel", completou.

Aos 31 anos, Jon Jones é tido por grande parte dos fãs e da imprensa especializada em MMA como o maior lutador da história do UFC. Ao longo da carreira profissional nas artes marciais mistas, Bones soma, até o momento, 24 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado.

MSN