Quinta-feira, 11 de julho de 2019

Grêmio e Bahia, em jogo movimentado, terminam empatados na Arena

Compartilhar:  

No primeiro desafio das duas equipes após a pausa da Copa América, Grêmio e Bahia fizeram um interessante embate pelas quartas da Copa do Brasil onde não houve vencedor. Diante de pouco menos de 29 mil pessoas na Arena do Grêmio, o placar da ida foi de 1 a 1.

DELINEADO E ESTUDADO

O Grêmio tinha a posse de bola que lhe é habitual, porém, além de não encontrar espaço suficiente para infiltrar com qualidade de finalizações perigosas, não atuava diante de um time que queria apenas afastar o perigo de sua área, mas também armar jogadas em velocidade que pegariam as linhas dos anfitriões altas e longe do gol de Paulo Victor. Por sua vez, se ainda no período antes dos 10 minutos o Bahia encontrava campo para sua válvula de escape pela direita com Artur, depois desse momento o time de Roger Machado se viu melhor cercado pela marcação gremista.

ESTOCADA PONTUAL, MAS PERIGOSA

Em meio a pressão que os anfitriões faziam no aspecto territorial, com nova escapada conseguida pelo Esquadrão, Élber conseguiu carregar para o meio e Eric Ramires, batendo forte de pé esquerdo, viu seu chute insinuante passar perto da trave gremista.

GOL AMADURECENDO...

Além dos chutes de fora da área como o de Everton serem uma alternativa para o Grêmio na dificuldade de furar a defensiva adversária, quem também conseguiu ser perigoso foi Jean Pyerre em batida de primeira que estalou a trave esquerda de Douglas Friedrich além de André, após cabeçada em bola ajeitada por Alisson, provocar uma excelente intervenção do goleiro do Esquadrão.

JÁ NO FIM

Quando parecia que o intervalo seria sem gols, Everton foi derrubado por Douglas dentro da área e o árbitro Marcelo de Lima Henrique foi taxativo marcando a penalidade. Na bola, o campeão da Copa América com a Seleção Brasileira foi preciso e bateu no canto esquerdo, balançando as redes e vendo o arqueiro do Bahia cair no lado oposto.