Quarta-feira, 24 de abril de 2019

Diretor de Sepang aponta chances de retorno ao calendário da F1 em 2022, mas diz depender do Liberty Media

Compartilhar:  

Pouco mais de um ano após o último GP da Malásia de Fórmula 1, Sepang já se apronta para uma nova investida. Razlan Razali, diretor de corridas do autódromo malaio, revelou que o país está de olho em retornar ao calendário já em 2022.

Razali credita a nova visão do circuito malaio à mudança de poder no país. Mahathir Mohamad, primeiro ministro entre 1981 e 2003, foi um dos responsáveis por colocar a Malásia no mapa da F1 em 1999. O político voltou ao cargo em 2018, suficiente para retomar as esperanças dos fãs locais.

“Ele [Mohamad, primeiro ministro] já mostrou o interesse de que a Fórmula 1 retorne um dia”, disse Razali. “Mesmo assim, depois da última corrida em 2017, o país precisa esperar ao menos cinco anos para poder voltar”, seguiu.

#iconeimagem O circuito de Sepang flerta com a Fórmula 1 (Foto: Leopard)

window.uolads.push({ id: "banner-300x250-area" });A saída da Malásia do calendário da Fórmula 1 foi fruto da insatisfação de Sepang com a antiga chefia da categoria. Sem o contrato desejado, o autódromo apostou as fichas na MotoGP. Mesmo assim, a chegada do Liberty Media ao poder, assim como as promessas de mudanças no futuro, parece capaz de causar uma reviravolta.

“A Fórmula 1 ainda vai seguir se desenvolvendo nos próximos dois ou três anos. As corridas também vão ficar melhores. Se eles [Liberty Media] quiserem mais corridas de rua... Talvez a gente queira voltar, mas eles não nos querem agora. Nós só podemos esperar”, encerrou.

Confira a programação do fim de semana do GP da Azerbaijão de F1Horários de Brasília, GMT -3 SESSÃODIADATAHORA TL1 Quinta 26/4 5h TL2 Sexta 26/4 9h TL3 Sábado 27/4 6h TC Sábado 27/4 9h GP Domingo 28/4 9h10