Quarta-feira, 08 de maio de 2019

Da última vitória sul-americana na F1 a choro de fã; confira curiosidades do GP da Espanha

Compartilhar:  

Prova também é o local da vitória do piloto mais jovem da história da categoria e já reuniu 14 títulos mundiais em um pódio

O GP da Espanha de F1 é recheado de boas e curiosas histórias dentro da categoria. Barcelona foi palco da primeira vitória de Max Verstappen, se tornando o mais jovem da história a triunfar na F1. Além disso, também recebeu a última vitória de um piloto sul-americano, com Pastor Maldonado, e também do encontro de Kimi Raikkonen com um fã mirim.  Confira mais curiosidades Desde o início da Fórmula 1 o GP da Espanha já teve cinco sedes: Pedralbes, Jarama, Montjuïc, Jerez e Catalunha. Este último desde 1991. O circuito da Catalunha foi construído como parte do programa olímpico, que recebeu os jogos de 1992. No período em que a Catalunha recebe a F1, o pole position conseguiu converter a vantagem de largar à frente em vitória por 21 vezes. Foi no GP da Espanha de 1993 que pela única vez um pódio reuniu Alain Prost, Ayrton Senna e Michael Schumacher, somando ao todo 14 títulos mundiais. Se o pole leva grande vantagem na Catalunha, Fernando Alonso pode se gabar de ser o vencedor a começar uma corrida mais distante: em 2013 ele triunfou largando da 5ª posição. Em 2016, Max Verstappen se tornou o vencedor mais jovem da F1 no GP da Espanha com 18 anos e 228 dias. Em 2001, Michael Schumacher venceu pela primeira vez pela Ferrari com motor V10, porém somente com 8 cilindros estavam funcionando em prova com chuva. Foi na Espanha que Pastor Maldonado conseguiu sua única vitória na F1. Detalhes: essa foi a última vitória da Williams na categoria, além de ser o último triunfo de um sul-americano.