Domingo, 16 de junho de 2019

Maior festival de rock nacional do país celebra 18ª edição com encontros nos palcos e pedido de casamento em Ribeirão Preto

Compartilhar:  

Maior festival de rock nacional do país celebra 18ª edição com encontros nos palcos e pedido de casamento em Ribeirão Preto

Recorde de público, o João Rock recebeu 65 mil pessoas com 23 apresentações em mais de 13 horas de shows simultâneos

Recorde de público de 65 mil pessoas e encontros inéditos marcaram a 18ª edição do João Rock, o maior festival de rock nacional do país. O evento aconteceu no Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, no dia 15 de junho, reunindo 23 apresentações em mais de 13 horas de shows simultâneos.

No Palco João Rock, a baiana Pitty recebeu amigos: BaianaSystem para cantar “Roda”, Rael na música Te Conecta, além de Lazzo Matumbi e Larissa Luz.

O encontro foi retribuído no show de Emicida e Rael. Pitty subiu ao palco, fez uma participação especial antes dos cantores receberem Mano Brown, que encerrou a noite em um trio que eletrizou o João Rock.

Antes, se apresentaram Fuze; Scalene; Zeca Baleiro; BaianaSystem; Alceu Valença; Paralamas do Sucesso; CPM 22; e Marcelo D2.

Palco Brasil edição Brasília teve pedido de casamento do Digão para namorada com a bênção dos amigos que compõem a banda Raimundos

O Plebe Rude abriu a programação com muita energia e contagiou o público com os hits “Brasília”, “Johnny vai à guerra (outra vez)”, “Minha Renda”, “Proteção” e “Até Quando Esperar”. Em seguida, o Tribo da Periferia manteve a contestação social com ritmo de rap, que foi acompanhado pelo rock Supla no backstage.

Na sequência, Dado Villas-Boas e Marcelo Bonfá, acompanhados por André Frateschi, emplacaram um show repleto de hits do Legião Urbana.

O Capital Inicial também fez uma referência ao rock de Brasília resgatando músicas do Aborto Elétrico como “Fátima” e “Veraneio Vascaíno”, entre outros hits da banda.

Já o Natiruts contou com a presença do músico instrumentista Hamilton de Holanda, que acompanhou a banda com solos de bandolim nas músicas “Groove Bom”, “Natiruts Reggae Power” e “Sorri, Sou Rei”.

Fechando a noite, os Raimundos tocaram seus hits de 25 anos de carreira como “Mulher de Fases”, “Eu Quero Ver o Oco”, “A mais pedida”, entre outras. A apresentação do grupo contou ainda com um momento especial. O vocalista Digão convidou a namorada, Vivi, para subir ao palco para um dueto na canção “A Mais Pedida”. Mas, interrompeu a música e de joelhos a pediu em casamento. Vivi aceitou o pedido e o casal foi muito aplaudido pelo público do festival João Rock 2019.

Fortalecendo a Cena

Neste palco, que se destaca pela novidade e apresentação das bandas que estão despontando no cenário do rock nacional, a programação recebeu Psycoprata; Rincon Sapiência; Djonga, BK, Maneva, Big UP e Filipe Ret.

Exaltando a arte de rua

O festival João Rock trouxe um espaço dedicado à arte de rua. Por lá, o DJ Casimiro – integrante do grupo Anonimato – trouxe o mais puro hip hop. Já nas batalhas de Break Dance levaram a melhor Bboy Canito, de Belo Horizonte, e a Bgirl Jéssica Rosélli, de Ribeirão Preto.

O espaço ainda contou com batalhas de rimas. As MC’s Lili e Aninha de Ribeirão Preto, foram as campeãs.

“Para nós que estamos ligados às danças urbanas e à cultura do Hip Hop, foi uma oportunidade única para mostrar o nosso trabalho. Esperamos estar aqui novamente no próximo ano com mais artistas e apresentando novas modalidades de dança” comentou o Bboy Nagai Duarte, que ministrou workshops gratuitos sobre Break Dance no espaço.

FonteJornal Cidades