Sexta-feira, 05 de julho de 2019

5 dicas de pescaria no inverno

Compartilhar:  

Pescar é um momento de descontração, relaxante e divertido para curtir com os amigos, com a família ou até mesmo sozinho. Mas, além disso, a prática exige alguns conhecimentos. Quem possui um domínio sobre as técnicas se dá bem na hora de pescar aquele peixe tão desejado. É importante planejar sua viagem tendo em vista alguns aspectos — como a temperatura, por exemplo.

Pensando nisso, neste post, daremos algumas dicas de pescaria no inverno para você se dar bem nessa estação, confira! 1. Atente ao comportamento dos peixes

No período de inverno não ocorre aquela euforia dos peixes como no verão, o que dificulta pescá-los e até mesmo encontrá-los. Isso ocorre porque os peixes se adaptam à temperatura em que estão, já que são animais pecilotérmicos ou ectotérmicos.

Como no inverno a temperatura da água cai, o metabolismo do peixe também, deixando-o com as atividades corpóreas reduzidas, para que não necessite buscar tanto alimento. Dessa forma, a isca pode não ser um atrativo.

Em comparação com o período de calor, a produtividade pode ser considerada mais baixa. Contudo, isso é uma generalização. Ainda assim, é muito possível que você consiga fazer uma boa pesca. 2. Saiba qual a forma adequada de pescar

No frio, os peixes tendem a ficar mais no fundo da água, por ser um lugar mais confortável para eles. Nesse caso, deve-se usar as iscas artificiais — como os Jigs —, que são mais lentas e, portanto, alvo fácil.

Preste muita atenção na isca: como o peixe está muito lento, é comum o pescador não perceber que o fisgou.

Também é possível pescar alguns peixes na superfície. O ideal, então, é ir intercalando as iscas de superfície com as que ficam no fundo da água, garantindo uma melhor performance. 3. Conheça lugares e peixes para a pescaria no inverno

Conhecer bem o peixe que você pretende pescar é fundamental, assim como seus hábitos e os locais em que vive. Tenha em mente que as espécies oriundas de países frios possuem uma resistência maior quando o inverno chega, o que pode garantir uma boa jornada, principalmente para iniciantes não acostumados com o período.

Confira, logo abaixo, uma lista de peixes recomendados para a pescaria esportiva no inverno e as localidades nas quais eles se encontram: Água doce

Estes animais se encontram em água doce e, portanto, é possível encontrá-los em rios, lagos e afins: Carpa

A carpa, por exemplo, em temperaturas entre 15ºC e 17ºC, aumenta sua atividade, se tornando uma presa mais fácil. Ela pode ser encontrada em vários rios e lagos do Brasil. Recomenda-se o uso de cevas para atraí-la. Truta

Outro peixe queridinho para o período é a truta, sendo ainda melhor se a água estiver entre 10ºC e 12ºC. Pode ser encontrada facilmente em regiões montanhosas, como em Santo Antônio do Pinhal, em São Paulo. O uso de spinners pode facilitar bastante a atividade. Tucunaré

No Sudeste e Centro-Sul, é possível aproveitar a coincidência entre o inverno e o período de vazante — perfeito para pescar vários peixes da região, como o tucunaré —, sem se importar tanto com o frio. Black Bass

Originário da América do Norte, o Black Bass é muito bem adaptado às baixas e médias temperaturas — sua introdução no território brasileiro se deu por volta das primeiras décadas do século XX. O leito dos rios é a localidade ideal para pegá-lo. Água salgada

Certas espécies, por outro lado, só podem ser encontradas em regiões marinhas, seja em alto-mar ou na beira da praia.

Também é fundamental frisar: atente-se para o vento sul. Ele é facilmente identificável, pois geralmente vem com mau tempo. Além disso, traz ondas sujas e deixa o mar agitado, “batendo” muito.

Suas consequências são desanimadoras, afinal, ele diminui drasticamente a chance de fazer uma boa pescaria. Badejos e olhos-de-boi

Ambos são bastante encontrados no Nordeste durante as épocas mais frias. Atuns pequenos são bons atrativos naturais para pescá-los. Anchovas e sororocas

Essa outra dupla também faz muito sucesso nas praias do Sudeste brasileiro. Para pegá-las, basta usar o corrico ou as iscas de arremesso. A região de Ilha Bela, localizada no estado de São Paulo, é famosa por ser uma boa fonte para encontrá-la. Betara

Também conhecida como papa-terra, a Betara é uma ótima pedida para quem deseja pescar na praia. Ela é frequentemente encontrada no Sul do país e adora puxar camarões. Miraguaia

É costeira e vive perto das rochas ou em canais. Tem um grande porte e é sútil na ferrada, portanto, requer muita atenção. Outras espécies

Se a intenção é pescar pacu, dourado, tambaqui, robalo ou pintado, o inverno não é um período recomendado, pois eles são muito afetados pela queda da temperatura. Por isso, aguarde a estação mais quente e aproveite aqueles que estão disponíveis com maior facilidade. 4. Tome cuidados específicos com seu bem-estar

Se você já reuniu todas as informações que precisava a respeito do comportamento dos peixes e de quais espécies pescar, é preciso tomar alguns cuidados consigo próprio.

Para não sofrer com as baixas temperaturas, o ideal é se proteger com uma boa quantidade de agasalhos. Quanto mais baixo o termômetro estiver, maior a necessidade de cobrir bem todas as partes do seu corpo — em especial, não se esqueça das mãos e do pescoço.

Caso esteja chovendo, use uma capa de chuva e aumente a quantidade de roupas utilizadas.

No frio, também precisamos reforçar a alimentação. Se você pretende passar um tempo no barco ou à beira da praia, leve pequenos lanches para não ficar de barriga vazia. Isso ajudará você a se manter quente por mais tempo e, por consequência, tornará sua experiência mais agradável.

Outro ponto que precisa de atenção é o sol. Por mais frio que esteja um dia, isso não quer dizer que você não se queimará. Portanto, é necessário pensar em proteções para não sofrer com a longa exposição aos raios solares. 5. Tenha persistência para pescar no inverno

Lidar com os peixes nas baixas temperaturas pode ser muito desafiador. Afinal, se você está acostumado a pegar muitos durante as estações quentes, precisará se adaptar às diferenças entre os períodos do ano.

Entretanto, não desista da atividade, já que ela pode ser bastante gratificante. Aos poucos, com paciência e dedicação, será muito prazeroso e divertido tentar fazer as coisas de um jeito diferente.

Ter conhecimento e um material de qualidade já é um bom caminho para obter sucesso com a pescaria no inverno. Com o tempo e experiência, você vai adquirindo sensibilidade para notar certas coisas, como hora de puxar anzol, direção etc. Aproveite nossas dicas para encarar o frio e ter uma boa pesca!